Primeiros passos para uma cultura empresarial resiliente

Primeiros passos para uma cultura empresarial resiliente
5 June 2020 Rebeca

Primeiros passos para uma cultura empresarial resiliente

Estamos a atravessar uma crise sanitária que conduziu a uma crise económica como resultado das medidas tomadas para combater a COVID-19.

Manos unidas antes de empezar un proyecto

Mas, como dizem muitos historiadores e peritos económicos, estas fases de recessão são cíclicas e ocorrem com mais frequência do que pensamos.

As empresas devem passar tempo a construir uma cultura organizacional resiliente que as ajude a resistir e a adaptar-se às mudanças rápidas e incertas. Além disso, a transformação digital é essencial para olhar para as fases de incerteza nesta perspectiva

É por isso que neste post vamos entrar nesta ideia de uma empresa que gera alguns hábitos para se fortalecer com a mudança. Já no site do Lumapps, falaram sobre este assunto, e quisemos aderir a esta ideia que nos parece mais interessante.

O que é a resiliência organizacional?

Com o tempo, a definição de resiliência empresarial evoluiu ou introduziu nuances para a completar.

Sem dúvida, o significado mais completo e claro que encontramos é o fornecido pela Gartnet no seu último relatório “Strategic Roadmap 2020 for Business Continuity Management”.

Varios empleados haciendo networking

Este documento, identifica organizações resistentes como aquelas que se recuperam e prosperam após a interrupção dos negócios porque resistem aos impactos deste evento através de uma boa gestão do risco. Define-as também como empresas adaptáveis, resilientes e mesmo sustentáveis face a tais perturbações.

Desenvolver a resiliência organizacional é essencial.

O risco zero não existe numa empresa.

É impossível para uma empresa não enfrentar quaisquer obstáculos recessivos devido a uma base muito forte de resistência que tem. O risco zero não existe e as empresas estão expostas a crises. Não podem impedir a sua ocorrência a 100%, mas podem fazer muito trabalho árduo e estar preparados para diminuir o impacto.

Se a crise chegar, poderá ter a capacidade de a enfrentar e até gerar oportunidades de novas vantagens competitivas.

Por que razão é importante uma cultura resiliente?

Num mercado em mudança como aquele em que nos encontramos, são necessárias empresas mais adaptáveis e ágeis para que, em situações de mudança, a resposta seja moderada e não gere o caos.

Um desenvolvimento da resiliência organizacional é essencial porque pode manter uma vantagem competitiva ao longo do tempo. Este objectivo é alcançado através da promoção de um desempenho e inovação eficazes, conseguindo-se assim uma melhor adaptação dos objectivos empresariais às mudanças que ocorrem.

Chico anotando ideas en un esquema en la pizarra

Uma organização com uma cultura resiliente é capaz de:

  • Oferecer segurança para gerir e reduzir os riscos no meio da incerteza.
  • Aprender e crescer com infra-estruturas físicas e digitais que tornam as empresas mais adaptáveis a longo prazo.
  • Fomentar a capacitação do capital humano que se concentra numa forte liderança empresarial e numa equipa colaborativa e bem relacionada.
  • Controlar os efeitos emocionais com um bom sistema de liderança empresarial e uma cultura resiliente para que a força de trabalho seja capaz de gerir a mudança sem altos níveis de ansiedade e stress.

Como abordar uma organização resiliente?

A construção de uma cultura resiliente depende de um longo processo, mas neste post vamos oferecer-lhe uma introdução com algumas dicas para incentivar a sua empresa nesta forma de resistir às mudanças que se avizinham.

Conduzi-la com uma liderança eficaz

Uma pessoa que obtém a liderança deve estar comprometida com a organização e com o pessoal.

Para criar uma ligação mais forte entre gestores e colaboradores é essencial proporcionar uma comunicação de cima para baixo e horizontal.

Por exemplo, pode utilizar a intranet da empresa e tirar partido da mesma para partilhar informação corporativa e até permitir aos colaboradores e líderes estabelecerem linhas de comunicação.

Abraça a transparência e a comunicação

Ser transparente nas comunicações empresariais é a ferramenta mais poderosa para introduzir uma cultura resiliente.

Promover dinâmica de comunicação e transparência conseguem gerar um vínculo mais comprometido com os colaboradores.

Gerar espaços de colaboração

Outro passo no sentido de uma cultura empresarial resiliente consiste em ter em conta o ambiente de trabalho.

Por vezes, o local de trabalho pode ser stressante e ainda mais cansativo do que as tarefas em mãos. Além disso, há o hábito de ensinar as pessoas a separar a vida pessoal do trabalho, em vez de criar espaços que construam um ambiente de trabalho mais social.

Assim, uma boa maneira de avançar é dedicar um lugar à partilha e à criação de laços sociais com os pares.

Na Nubalia temos a certeza de que uma cultura resistente é a melhor fórmula para enfrentar as fases de mudança.

Equipo de Nubalia reunido

Investir na gestão do conhecimento

Uma boa gestão do conhecimento é essencial para desenvolver as competências adequadas à recuperação.

Neste sentido, devem ser aproveitadas as oportunidades que a tecnologia oferece para conceber sistemas de gestão do conhecimento ágeis e abertos.

Ao utilizar a Cloud, a partilha de conhecimentos é mais fácil e pode chegar a mais utilizadores ao mesmo tempo.

Utilizar ferramentas digitais de colaboração

Uma cultura empresarial resiliente baseia-se no facto de hoje em dia o espectro de mercado ser mais vasto e mesmo os equipamentos poderem estar separados por zonas geográficas ou fusos horários.

Sob esta premissa, é necessário aumentar a cooperação e o intercâmbio de informações para funcionar eficazmente. Isto pode ser conseguido equipando a empresa com ferramentas digitais de colaboração com as quais o capital humano de uma organização pode centralizar os seus esforços e aumentar a produtividade.

Em suma, e como dissemos no início do cargo, implementar uma cultura organizacional resiliente leva tempo, mas as consequências, especialmente em situações de incerteza, são notáveis.

 

0 Comments

Leave a reply